[26 Xullo] Xornada informativa: Unha mina na beira da casa?

O vindeiro domingo 26 de xullo estamos todxs convidadxs á Casa do pobo de Doade, en Pontevedra, onde poderemos informarnos acerca dos proxectos de minaría a ceo aberto e da luita da veciñanza tanto en terras galegas coma no norte de Portugal. A continuación adxuntamos o programa desta convocatoria:

Esta xornada sitúase nunha campaña pola luita contra a minaría de litio a ceo aberto, neste marco o pasado 18 de xullo tivo lugar unha manifestación contra estes proxectos de devastación máis un debate con veciñxs afectadxs destas zonas e proxección no EspaÇo Maldatesta, na cidade de Porto. Esta non é a unica movilización realizada pola denuncia destes proxectos mais si a primeira de carácter enteramente autónoma. A continuación adxuntamos o manifesto que nos achegaron xs organizadorxs así como unha imaxe da manifestacion ocorrida en Porto:

“Solidariedade entre todos os montes”

 

Temos as baterias carregadas na luta contra a mineração e a indústria do lítio.
E não pretendemos defender apenas a nossa terra.

Apelamos à solidariedade entre os montes na luta contra a mineração, a devastação ambiental e a desertificação do mundo rural.

Apelamos a que a população das cidades se levante também solidariamente, e contra a refinaria de lítio – extremamente nociva para pessoas, animais e ambiente – que potencialmente estará a ser projectada para a zona de Matosinhos ou Leixões, pela sua proximidade à zona portuária.

Porque tanto pode acontecer no Barroso ou na Argemela, como na Serra d’Arga. Quer seja no distrito de Viana do Castelo, em Braga, Montalegre ou Pontevedra, na Galiza: lutamos pelo ambiente, pelas suas gentes e territórios. Não aceitaremos que as fontes sejam envenenadas. Não deixaremos que poeiras sejam lançadas no ar por explosões que fissuram e engolem habitats construídos por muitas gerações para futuras gerações.

Não cairemos na falácia de que, para salvar o ambiente, devemos destruir as nossas próprias terras, mas sim lutaremos também por uma mudança social e ambiental mais abrangente.

Estamos determinados em defender os nossos montes e comunidades e
solidários com quem defende os seus.

Morte à mina, viva a vida

Leave a comment